.COMA | SOCIAIS.
Instagram
Facebook

LÁ NO ALTO

LÁ NO ALTO

 

.O viver na roça é um fazer eterno. E isso é colaborar com a vida. Lá no alto tem cheiro de bananeira crescendo, de água brotando do chão, de tomate madurando. Viver na roça é dar coisas em troca do prazer que é morar no meio da natureza, é plantar abóbora em quantidade, jogar milho pros porcos e pras galinhas, podar as árvores pra que cresçam mais fortes. Lá no alto tem madeira que vira casa linda, milho roxo com cal que vira tortilla quentinha e leite cru que vira queijo de caverna. Viver na roça é ter o tom da voz suave de quem largou a cidade, uma calmaria no ar de quem tem muita coisa pra fazer todo dia mas faz no tempo do campo, que é outro. Lá no alto tem senso de comunidade, tem frio à noite e calor de dia. Viver na roça é aprender a conviver com fantasmas e assombrações. Lá no alto tem ratinhos do mato que mexem nas calhas só na madrugada, coelhos mortos que voltam à vida, mulheres velhas que se transformam em toalhas penduradas. Viver na roça é entender que uma colmeia de abelhas é Deus, que um rio é sagrado, que a mata originária precisa ser mantida. Lá no alto tem mel caseiro, tem nascente, tem cogumelo no tronco da árvore. Viver na roça é saber de onde vem o que você come, é cuidar bem do animal que vai te alimentar um dia lá na frente, é aprender que a morte faz parte da vida. Lá no alto tem galinha caipira, tem vacas felizes no pasto, tem kombucha fermentando. Viver na roça é recarregar as energias nas pedras e nos galhos, é acordar com o canto do galo e tirar os sapatos pra entrar em casa. Lá no alto tem montanhas e vales, neblina cedinho e piso vermelhão dos tempos de outrora. Viver na roça é ficar cercado de beleza, é entender que bom gosto é simplicidade. Lá no alto tem maracujá no telhado e banana rosa com cheiro de pepino. Viver na roça é conviver com personagens excêntricos, com lendas mágicas, com pessoas de verdade. Lá no alto tem o homem calado que sonhava encontrar a mulher que nunca veio, tem saci que cabe na garrafa, tem Yentl e tem Peèle.

 

 

 

 

 

 

 

Please reload